quinta-feira, 20 de maio de 2010

Entrevista - Marketing de Vinhos

Apresentação
O blog Marketing de Vinhos aborda a generalidade dos temas relacionados com o Marketing e Comunicação do sector dos vinhos, de forma descontraída, com apontamentos e ensaios sobre teorias e práticas que se verificam, quer no mercado nacional, quer no mercado internacional.


Mktvendas – Como nasceu este projecto?
R. Este projecto nasceu da minha vontade individual em aprofundar os conhecimentos que de algum modo já tenho nesta área, e ao mesmo tempo serve para ir actualizando esses mesmo conhecimentos. Como o sector do vinho é hoje muito dinâmico, senti necessidade de criar algo que fosse catalogando a evolução do mercado, no que toca ao Marketing de Vinhos.


Mktvendas – Os resultados obtidos foram os esperados?
R. Os meus resultados são medidos pelo número de pessoas que acompanham o blog, e que interagem, quer de forma directa, quer via email. Nesse aspecto os resultados tem sido surpreendentes. Não esperava que uma “brincadeira” se tornasse num caso “sério”. O que já fiz obriga-me a continuar, de forma cada vez mais responsável.


Mktvendas – Como vê o mercado dos vinhos actualmente?
R. O mercado de vinhos, nas suas inúmeras variantes encontra-se em polvorosa. Quando digo isto, digo de forma positiva. O mercado nacional encontra-se saturado de marcas, sendo uma necessidade premente encontrar novas formas de comunicação das marcas, para ganhar espaço de afirmação e vendas. É muito difícil que os consumidores se mantenham fiéis a uma marca de vinhos, por isso há que inovar e ser criativo para se atingir os objectivos comerciais. Em termos de vendas as opções passam pela exportação para novos mercados, principalmente os emergentes.


Mktvendas – O marketing dos vinhos portugueses está a ser bem trabalhado ou ainda existe muito trabalho por fazer?
R. Começa a ser bem trabalhado, mas ainda há muito para fazer (e haverá sempre). Para se ter uma noção a formação académica em termos desta área era praticamente inexistente em Portugal. Felizmente já existe uma Pós-Graduação nesta área na Escola Superior Agrária de Ponte de Lima, que vai na 2º edição (frequentei e conclui a 1ª). Mas talvez mais ou tão importante quanto a oferta de formação, é o facto de só agora se verificar uma aceitação e uma sensibilização dos produtores para a necessidade de trabalharem a imagem e restantes elementos de comunicação e marketing. A isso foram obrigados pelo mercado e neste momento já é dificil encontrar alguém no sector dos vinhos que o negue. Já há casos em que se nota o peso do Marketing de Vinhos, enquanto conceito e filosofia de construção e comunicação de marcas. Basta olhar para os lineares de garrafeiras ou supermercados e percebe-se uma mudança drástica para melhor, bem com ao nível da publicidade na imprensa e TV, ou na internet. A diferença para alguns anos atrás é bem visível, felizmente. Hoje vemos que todos (ou quase todos) os produtores conhecem a necessidade de por exemplo estarem presentes na internet, através de um website, e isso é sintomático. Em relação á comunicação em redes sociais, a mudança está-se a dar, devagar, mas de qualquer forma já se vê uma evolução.


Mktvendas – Cada vez existem mais estabelecimentos onde se pode beber vinho a copo, será este um dos factores que levam a estar a surgir uma vaga de novos consumidores?
R. Não sei se é só isso ou também o contrário. De facto temos vindo a assistir cada vez mais a uma adesão por parte dos restaurantes ao sistema “vinho a copo”, e isso é gratificante para quem aprecia vinhos. É uma forma de prestar um serviço de qualidade ao consumidor, de o respeitar. Não faz sentido que uma pessoa que vá a um restaurante se veja obrigada a solicitar uma garrafa inteira, quando muitas vezes não está acompanhada, ou apenas quer provar determinado vinho. O vinho a copo tem a vantagem de permitir a prova de vários vinhos, durante a refeição, facilitando igualmente a combinação com os diversos pratos. Por isso na minha opinião estão ser também os novos consumidores que estão a exigir mais dos restaurantes. O vinho a copo, numa visão mais radical, deveria até ser obrigatório. Nessa impossibilidade, devemos fomentar este tipo de consumo.


Mktvendas – O que falta ao mercado português, melhor conhecimento dos produtos ou mais e melhor promoção?
R. No fundo uma coisa vai dar a outra. Agora o que eu acho, do que vou observando, é um facto de que se está agora a apostar em estratégias mais bem fundamentadas e planeadas, do que há bem pouco tempo. Esta nova estatégia governamental, sob o desígnio “Wines of Portugal” é um projecto que visa a promoção dos vinhos portugueses em mercados externos. Neste projecto de apoio á promoção todos os vinhos serão promovidos através da insígnia “Wines of Portugal”, com uma comunicação que assenta nos nossos pontos fortes, que são a diversidade das nossas castas e vinhos, o conhecimento e a cultura do nosso país. É sem dúvida o caminho certo, depois de termos andado erradamente a insistir em imitar os outros países, em vão.


Mktvendas – O que podemos esperar do marketingdevinhos.com para o futuro?
R. O que se pode esperar é a continuação da “fome” de saber e conhecimento, que são no fundo os pilares da minha motivação em escrever e divulgar o que de melhor se faz ao nível da temática Marketing de Vinhos. O objectivo é continuar atento ao que se passa no sector e esperar que as pessoas gostem das assuntos que vou colocando no blog. Para já é só isso.


Mktvendas – Como se pode ir acompanhando o marketingdevinhos.com?
R. Directamente no blog, através do Facebook e do Twitter. Através de uma ferramenta que gosto muito, o Google Reader, que mais não é do que um leitor de feed´s, se assim se pode dizer.


Mktvendas – Muito obrigado e votos de sucessos…
Gostaria de agradecer desde já a entrevista, esperando que a mesma seja útil para os seus leitores, e colocando-me à disposição para colaborar sempre que necessário. Desejo igualmente muitos sucessos para o blog Mktvendas que irei acompanhar atentamente e com muito interesse.


Para visitar este excelente e inovador blog, visite: marketingvinhos.com